AgroValor Publicidade
Agro&cultura

Música agitada, som alto e multidão nas ruas curtindo a folia são características do Carnaval que, hoje em dia, pouco têm a ver com a tranquilidade da vida do campo. Os dois universos, inclusive, parecem opostos e sem qualquer tipo de relação. Mas é bom lembrar que a origem da festa mais popular do Brasil remete a um tempo em que os limites entre o rural e o urbano não estavam tão demarcados. Prova disso é que muitas escolas de samba e blocos de rua foram batizados com referências à natureza e ao meio ambiente. Conheça agremiações que levam nomes de bichos, frutos e árvores da fauna e flora nacional:

Rio de Janeiro
O mais famoso Carnaval do Brasil têm três escolas no Grupo Especial com nomes que remetem à natureza: Estação Primeira de Mangueira, Beija-Flor e Acadêmicos do Salgueiro. Também conhecido popularmente como chorão e vime, salgueiro faz parte das plantas do gênero Salix, na família Salicaceae e tem cerca de 400 espécies distribuídas em climas temperados e frios.

Nos Grupos C e D podem ser encontrados, respectivamente, as agremiações Boi da Ilha do Governador e Gato de Bonsucesso. Já entre os blocos de enredos existem o Colibri de Mesquita, Canários das Laranjeiras e Grilo de Bangu, nos Grupos 1, 2 e 3.

São Paulo
Na folia paulistana também podem ser encontradas menções de animais nos nomes das escolas de samba. Gaviões da Fiel e Águia de Ouro pertencem ao grupo especial. No Grupo 2 ficam as agremiações Folha Verde e Flor de Lis da Zona Sul.

Entre os blocos de rua, o Jegue Elétrico faz referência ao animal e desfila em três dias do Carnaval. Neste ano, o grupo terá marchinha sobre os rolezinhos da capital.

Ainda neste ano, a escola de samba Império da Casa Verde leva ao Anhembi o tema da sustentabilidade. Além de promover arrecadação de material reciclável o grupo reformou e pintou a quadra com tinta não poluente.

Recife
O clube carnavalesco Galo da Madrugada é um dos mais populares do Carnaval brasileiro e marca registrada da folia na capital de Pernambuco. Em 1995 foi oficialmente reconhecido pelo Guinnes Book, o Livro dos Recordes, como o maior bloco de Carnaval do mundo.

Bahia
Diferente dos demais carnavais do Brasil, a folia baiana conta com a forte presença dos trios elétricos que arrastam multidões. Os animais dominam as nomenclaturas dos blocos. O Bloco Camaleão, do Circuito Barra-Ondina, traz a animação do Chiclete com Banana. Ainda no mesmo circuito está Daniela Mercury, com o Bloco Crocodilo. Ivete Sangalo é quem comanda o Circuito Campo Grande com o Bloco Coruja.

Conhece mais blocos e agremiações carnavalescas que fazem referência ao campo e à natureza? Deixe seu comentário.

Fonte: Globo Rural Online
Foto: Divulgação

 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design