AgroValor Publicidade
Agro&cultura

Por Wescley Gomes

O turismo religioso tem uma peculiaridade em relação a outros segmentos: a fé como motivação fundamental. De acordo com o Ministério do Turismo (Mtur), pelo menos 17,7 milhões de brasileiros se movimentaram, em 2014, por entre os mais diversos destinos religiosos no país. 

As cidades históricas são os principais destinos religiosos do Brasil. O país possui uma variedade de lugares que encantam e contam com riquezas de detalhes por meio de seus monumentos arquitetônicos um pedaço da formação religiosa brasileira.

Na Semana Santa, por exemplo, a originalidade do povo mineiro e a emoção das celebrações, por meio de gestos, palavras e encenações, contagiam turistas de todo o país e do exterior, que vivenciam a religiosidade existente em Minas.

Os principais destinos turísticos para a Páscoa em Minas Gerais são algumas cidades com forte representação nesse período como Ouro Preto, Sabará e Diamantina.

Patrimônio imaterial
A grande efervescência artístico-cultural de Ouro Preto é a expressão coletiva de como a arte movimenta uma cidade. Além dos festivais e eventos que ocupam o calendário oficial, as tradições são mantidas em diversas festas religiosas tradicionais como, por exemplo, a de Nossa Senhora do Rosário e também a mundialmente famosa Semana Santa, onde as ruas por onde passa o cortejo são cuidadosamente decoradas.

Segundo o secretário do Turismo, Indústria e Comércio de Ouro Preto, Felipe Vecchia Guerra, estar em Ouro Preto na época da Semana Santa significa vivenciar um roteiro de arte, fé e cultura. “Nossa cidade é referência quando se trata de turismo religioso. Guardamos cada pedaço da história dos nossos antepassados com o propósito de permanecerem vivas nossas tradições. Queremos que, ao nos visitar, as pessoas possam reviver a tradição religiosa do nosso cristianismo”, disse Guerra.

Andar pelas ruas de Ouro Preto é imaginar um passado colonial contado pelos fortes traços da arte barroca fixadas nas casas, nos prédios e nos mais diversos pontos turísticos da cidade. A tradição remonta ao século XVIII. Um tapete de flores e serragem, com mais de dois quilômetros de extensão, é confeccionado nas ruas pela população. “Rituais que revivem as tradições, a Guarda Romana nas pedras das ladeiras, a Verônica para cantar e mostrar o rosto de Cristo, e Judas é queimado no domingo de Páscoa entre fogos”, contou Guerra.

As belezas de Sabará
Próxima a Belo Horizonte, a cidade de Sabará é uma verdadeira aula de história sobre o período da mineração no século XVIII. Guarda preciosidades arquitetônicas, como o encantador teatrinho municipal, a belíssima Capela de Nossa Senhora do Ó e as valiosas obras do mestre Aleijadinho.

Na Semana Santa, há procissões, encenações ao vivo de passagens da vida de Cristo, lava-pés, Via-Sacra da Penitência, tudo em clima de intensa fé cristã.

As ruas exalam o cheiro de manjericão, alecrim e arruda e no domingo de Páscoa as celebrações começam bem cedo e só terminam após a procissão, que sai da Igreja São Francisco até a Matriz de Nossa Senhora da Conceição.
 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design