AgroValor Publicidade
Agropecuária

Sul
As instabilidades formadas no interior do continente potencializam a chuva sobre a região Sul do país novamente. Uma área de baixa pressão atmosférica formada sobre o Paraguai aumenta a chance de pancadas de chuva com trovoadas e descargas elétricas sobre o noroeste paranaense. 

 Esse mesmo cenário é observado na faixa leste da região, desde o Paraná até o norte gaúcho, devido a um outro sistema de baixa pressão na costa catarinense e mais os fortes ventos em altitude. 
 
A metade sul do Rio Grande do Sul ainda fica sob efeito da massa de ar seco, e com isso a chance de chuva é baixa. Há também chance de nevoeiro nessa região. As demais áreas do Sul ficam com condição para pancadas de chuva mais isoladas, passageiras e de intensidade fraca. 
As temperaturas seguem amenas em praticamente toda a região.

Sudeste
O tempo firme não dura muito tempo no Sudeste. Isso ocorre porque um sistema de baixa pressão atmosférica se forma na costa da região Sul e organiza nuvens carregadas sobre a faixa sul do estado de São Paulo. Essas chuvas podem ocorrer acompanhadas de raios, trovoadas e ventos mais intensos. 

Vale ressaltar que a expectativa é de temporais até o final do feriado de 1º de maio na Região Metropolitana de São Paulo, onde as pancadas devem vir acompanhadas por descargas elétricas, ventos e eventual queda de granizo. 

Na Zona da Mata Mineira e no estado do Rio de Janeiro, a massa de ar seco ainda atua tirando a chance de chuva. Nas demais áreas, a chance é de pancadas de chuva pontuais e passageiras, alternadas com períodos de melhorias. As temperaturas seguem amenas e sobem lentamente.

Centro-Oeste
A chuva ganha ainda mais intensidade sobre Mato Grosso do Sul, onde, além dos temporais, a chuva deve ser bastante volumosa. Isso se deve à formação de uma área de baixa pressão atmosférica entre o estado e o Paraguai. 

Em Mato Grosso, também pode chover forte, porém com acumulados menos expressivos. Em Goiás ,a chuva acontece na forma de pancadas alternadas com períodos de melhorias.

Nordeste
A chuva continua distribuída de forma generalizada no Nordeste, mas os acumulados são distintos. A chuva mais volumosa persiste nas áreas mais ao norte da região.

Chove de forma expressiva em áreas do Maranhão, do Piauí e do Ceará. Atenção ainda no sul da Bahia, pois a chuva continua, de forma constante, mas fraca. Nas demais áreas nordestinas, são esperadas pancadas rápidas e sem grande intensidade.

Norte
Os acumulados de chuva se tornam menos expressivos, mas as pancadas ainda não

devem dar trégua. A chuva ainda pode ser forte em áreas mais ao sul, desde o Acre até o Tocantins, e a chance de temporais persiste em toda a região.

Fonte: Canal Rural/Somar Meteorologia
Foto: Divulgação


 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
WSete Design
Av. Desembargador Moreira, 2001, SL 307 Fortaleza/CE
CEP 60.170-001
Central de Relacionamento
AgroValor contato@agrovalor.com.br
Copyright © 2006-2019
WSete Design