AgroValor Publicidade
Agropecuária

Os cavalos devem ser mantidos por pelo menos 45 dias numa espécie de confinamento (estabelecimentos onde se aplicam medidas de biosseguridade, a fim de evitar ocorrência e disseminação de doenças). Além disso, no período dos quinze dias que antecedem o embarque, os equinos não podem manter contato com outros animais que apresentem sinais clínicos de doenças infecciosas ou contagiosas. E nas 48 horas que antecedem o embarque, os animais não devem apresentar nenhum sinal clínico de doença infectocontagiosa e de parasitas internos e externos. Nesse mesmo período, devem ser submetidos a tratamento antiparasitário de amplo espectro, incluindo desparasitação externa preventiva com produto registrado ou autorizado para uso em equinos no país exportador ou país de procedência dos animais.

Norma do Mapa
Essas determinações fazem parte da Instrução Normativa nº 8, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), publicada na última quarta-feira, dia 08 de abril, no Diário Oficial da União. As normas definem também que o país de origem deve ser reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de peste equina africana e ser livre de encefalomielite equina venezuelana há,pelo menos, dois anos da data da exportação.

A Instrução Normativa, assinada pela ministra Kátia Abreu, tem 25 artigos e já está em vigor. Determina que os cavalos que competirão aqui no Brasil só poderão desembarcar no Aeroporto Antônio Carlos Jobim (Galeão), do Rio de Janeiro, em voos fretados especificamente para esse fim. Ao desembarcar, os representantes das delegações apresentarão os documentos de trânsito internacional e as comprovações sanitárias (certificados) dos cavalos. Além disso, os animais deverão ter microchips com todos os seus dados de identificação.

Existem empresas internacionais especializadas nesses transportes. Os aviões são carregados com caixas especiais, tipo trailler usado no transporte terrestre. Os cavalos são considerados atletas, e um funcionário viaja o tempo todo com os animais para ter certeza deque eles estão seguros, fornecendo água e feno suficientes durante a viagem.

Do aeroporto, com toda documentação checada, os animais seguirão, acompanhados do serviço veterinário oficial do Mapa e de uma escolta de segurança pública, até o Centro Olímpico de Hipismo (COH), no Complexo Esportivo de Deodoro, na capital fluminense, onde serão realizadas as competições hípicas.


(FONTE: MAPA)
 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design