AgroValor Publicidade
Agropecuária

Da redação 

O agronegócio brasileiro, “infelizmente”, ainda é um grande desperdiçador de água no País. A declaração é da Doutora em Engenharia da Irrigação (Universidad Castilla De La Mancha – Espanha) Engenheira Agrônoma Débora Costa Camargo, formada pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, em entrevista exclusiva ao AgroValor, em Fortaleza. Ela, que atualmente trabalha no Ceará como Pesquisadora do Instituto de Pesquisa e Inovação da Agricultura Irrigada – Inovagri  - afirma que o problema é nacional.

Diz que não é somente no Nordeste, na produção de frutas, “mas também na produção de soja, de milho e feijão existe o grande desperdício de água na irrigação, principalmente por causa do péssimo manejo”  Débora Camargo considera que a questão “é um problema cultural”, por isso os governos, as entidades e todos que atuam para o desenvolvimento da agricultura devem ensinar o uso das novas  tecnologias e os métodos de manejos adequados, sem o gasto exagerado de água.

Barreiras
Para a pesquisadora, “ainda é muito difícil introduzir novas tecnologias no campo”. Ela afirma que os gerentes rurais resistem em serem treinados para utilizar os novos equipamentos. Por isso o grande desafio, para quem luta no combate ao desperdício de água, “é cada vez mais simplificar essas tecnologias para que possam ser aplicadas no manejo da irrigação na fruticultura”. A Especialista ministrou um curso técnico sobre o tema “Tecnologia voltadas para otimização do uso de água na produção agrícola”, durante a 22ª Semana Internacional da Fruticultura, Floricultura e Agroindústria, evento paralelo à Frutal 2015, em Fortaleza.

Débora garante que esse é o “maior desafio para o Brasil”,  a aplicação das novas tecnologias e a metodologia do manejo de irrigação, para combater o desperdício que atualmente existe no uso da água nas culturas irrigadas. Lembra que, como hoje o Brasil já despertou para esses problemas, “pois cada vez mais a água está mais restrita, o nosso desafio é também cada vez mais aumentar a eficiência da aplicação de água na fruticultura”, alerta.

Potencial
Para a entrevistada, o Brasil é uma grande potencia  no setor da fruticultura em termos internacionais, citando como exemplo o Ceará, onde existem grandes empresas internacionais  atuando no setor de exportação, e usando tecnologia de ponta, mas o “maior problema é implantar as novidades no setor da agricultura familiar”, que também é muito importante para a produção agrícola no Estado, reconhece.

Ela destaca que a crise hídrica atual é apenas um dos problemas, não somente do Nordeste, mas de todo o Brasil, que contribui para a baixa eficiência da produção irrigada. E lembra que existe um quadro de ineficiências na agricultura brasileira, “pois falta eficiência no uso da água, ineficiência dos fertilizantes, e dos defensivos”, enfim, completa a pesquisadora do Inovagri, “falta consciência do valor dos recursos naturais e dos produtos que incrementam a cadeia de produção”, explica.

Afirma que hoje, devido a grande crise de água, as administrações dos distritos de irrigação estão mais alertas, “mas o desperdício sempre aconteceu e continua acontecendo”.  Conforme a professora Débora Camargo, nos Estados Unidos os produtores são multados quando irrigam com excesso de água. Lá o Governo tem condições de monitorar, com o uso de tecnologia e Leis Estaduais, o excesso de água nas culturas e o valor das multas para quem foge do controle, conforme os erros.

No Brasil não existe fiscalização  e a assistência técnica também não  contribui para acabar com esses problemas, na opinião da pesquisadora. Segundo ainda ela, na Califórnia, nos Estados Unidos, que tem menos água do que aqui, no Nordeste, tem eficiência é exemplar. Por isso o Ceará, através de parcerias com entidades do setor e o Governo, já está aprendendo a utilizar os avanços tecnológicos visando a otimização do uso da água na produção agrícola.

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design