AgroValor Publicidade
AgroValor

Lideranças do Senepol reuniram-se em Houston (EUA) para discutir a criação de uma confederação internacional, um feito inédito na raça. O tema foi o foco do I Encontro Internacional de Presidentes da Raça Senepol, no dia 5 de março último, durante a Houston Livestock Show and Rodeo, a maior mostra pecuária dos Estados Unidos. Líder mundial em volume de plantel, com mais de 40 mil animais registrados, o Brasil foi representado por Gilmar Goudard, presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCBSenepol), e João Arantes Neto, diretor-executivo da pioneira Senepol Nova Vida, de Ariquemes (RO).

Seria atribuição da Confederação homologar a padronização da raça em nível global, começando com a unificação do banco de dados de todas as associações envolvidas, fator que a permitiria exercer papel de certificadora. Treze das 16 associações da raça pelo mundo participaram do encontro (Brasil, Bolívia, Estados Unidos, Colômbia, Costa Rica, República Dominicana, Ilhas Virgens, Panamá, Guatemala, Nicarágua, Porto Rico, México e Venezuela).

“Buscamos um entendimento para guiar o Senepol em uma mesma direção”, explica Arantes, ressaltando que a raça cresce vertiginosamente, principalmente nos países de clima tropical, que reúnem as melhores condições para elevar a produção e a oferta de carne bovina. O diretor-executivo foi um dos pivôs para a realização desse encontro em Houston. No ano passado, ao visitar evento promovido pela Senepol Nova Vida, o colombiano Pedro Alejandro Restrepo, mandatário da Senepol Cattle Breeders Association (CSBA) - a representação norte-americana da raça -, encontrou-se com Goudard para iniciar as primeiras conversas em busca de uma sincronia mundial.

Em um primeiro instante, a sugestão era para que a própria CSBA, assumisse tal responsabilidade, por ser a associação Senepol mais antiga no mundo, com quase quatro décadas de existência, e que já goza de um lobby internacional muito forte. Um comitê composto por Brasil, Venezuela, Estados Unidos e República Dominicana vai elaborar um acordo de intenções, que posteriormente será encaminhado às entidades representativas. A decisão final sai em junho deste ano, quando a proposta será votada em assembleia.

(FONTE: PecPress - Imprensa Agropecuária)
Foto: Divulgação

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design