AgroValor Publicidade
AgroValor

As oportunidades de inovações no agronegócio são imensas, abrangendo todos os elos das cadeias produtivas - antes, dentro e depois da porteira.

No Brasil, vislumbrando participar dessas oportunidades de inovações, a Embrapa, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, executou, no período de 2001 a 2013, o Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Novas Empresas de Base Tecnológica Agropecuária e à Transferência de Tecnologia - Proeta. O seu objetivo foi apoiar e incentivar, mediante negociação e contratação de transferência de tecnologias geradas, adaptadas ou introduzidas pela Embrapa, a constituição e/ou o desenvolvimento de Empresas de Base Tecnológica (EBT) no ambiente produtivo nacional, que se dedicassem ao agronegócio e áreas afins. Os contratos com as EBT graduadas foram a título oneroso, mediante cobrança de royalties ou retribuição pecuniária similar, na forma de Contratos de Transferência de Tecnologia. Treze Centros Nacionais de Pesquisa da Embrapa, disponibilizaram 41 tecnologias, 40 incubadoras se associaram ao Proeta e 11 EBT foram incubadas. No caso do Proeta/Embrapa Agroindústria Tropical, foram graduadas três EBT – a Bioclone, a Panflora (ambas especializadas em micropropagação comercial de plantas), e a Sabor Tropical (especializada no processamento de frutas para a obtenção de produtos de alto valor agregado). A Bioclone se tornou um caso de sucesso nacional e internacional.

Em outros países, merecem destaque os programas de incubação de agronegócios da Universidade do Hawai’i e o do Instituto Internacional de Pesquisa para os Trópicos Semiáridos (ICRISAT), na Índia. O primeiro, ajuda os empreendedores dos agronegócios novos e existentes a levarem suas empresas para o próximo nível, através das consultorias (negócios, marketing, gestão de finanças e tecnologias agrícolas), das metodologias comprovadas e do acesso aos recursos financeiros que atendam às necessidades dos empreendimentos. São assistidos mais de 100 agronegócios e organizações em todo o Hawai’i. Em três anos, os empreendedores aumentaram as médias de receita e lucro anuais em 64,4% e 315%, respectivamente. O segundo, oferece aos agricultores a oportunidade para incubar tecnologias agrícolas e os serviços de apoio, que incluem a transferência de tecnologias agrícolas, a consultoria de negócios, a facilitação do financiamento, o fornecimento de infraestrutura, o uso das facilidades do ICRISAT e a oportunidade de explorarem o conhecimento dos seus cientistas. Iniciado em 2002, o Programa ABI-ICRISAT conta atualmente com 1218 empreendimentos do agronegócio incubados, US $ 14, 85 milhões de financiamento aplicados em 23 empreendimentos, 331 tecnologias agrícolas comercializadas e 129.000 empregos rurais gerados. Em 12 anos, ele se tornou uma incubadora de incubadoras e está ajudando incubadoras africanas a seguirem seu modelo.

* Doutor em Agronomia e pesquisador da Embrapa

 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design