AgroValor Publicidade
AgroValor

por Angelo Tomasini

O engenheiro civil e empresário Abelardo Ferreira Mendes, 50 anos, se diz um apaixonado pelo universo equestre desde criança. "A paixão vem desde a infância, pois nasci e fui criado na fazenda dos meus avós e pais, e o amor pelo cavalo sempre esteve presente", declara.

O mineiro de Itapecerica iniciou a atividade ainda em seu estado de origem, no ano de 2006. No ano que vem o criador deve completar dez anos de trabalho com a raça Quarto de Milha. Nesse meio-tempo passou a se dedicar também ao gado de corte e mudou-se para Avaré, no interior de São Paulo, onde mora atualmente com a família.

Casado com Daura Mendes, com quem tem duas filhas, Carolina e Ana Theresa, Ferreira afirma que espera chegar a ser um criatório de referência no Brasil. Entre os principais entraves que o impedem de cumprir plenamente o seu objetivo, ele destaca a presença no setor de "criadores que não levam a sério a atividade, colocando produtos sem qualidade no mercado e não dando assistência no pós-venda".

Não à toa nomeou a sua propriedade de Quality Ranch. Segundo ele, o objetivo de seu criatório é produzir e criar animais com "qualidade e genética fortes".

O HARAS

A atual estrutura física foi iniciada quando o criador mudou-se de Minas Gerais para São Paulo. "Adquirimos uma propriedade abandonada havia mais de doze anos, comprando inicialmente 22,5 alqueires. Hoje ela foi ampliada para 55 alqueires e toda a sua estrutura foi adaptada para a criação de equinos", relembra Ferreira.

Localizado na rodovia João Melão, no quilômetro 266,5 e com mais 7 km de estrada de terra até lá, o haras possui toda a estrutura necessária para o bem-estar dos animais, com pista oficial, quarenta cocheiras, suporte veterinário, piquetes de Tífton, dentre outros benefícios.

Os 55 alqueires – ou 133 hectares – são divididos em 30 piquetes para equinos e 12 para bovinos. A criação é exclusiva de cavalos Quarto de Milha e gado de corte.

Os 70 equinos incluem 3 garanhões e 10 matrizes importados, e 15 nacionais. Eles ficam abrigados em quarenta baias, cada uma medindo 3,5m x 3m

O haras abriga plantação de Mogno Africano. Nos piquetes, capim Tífton e Coast-Cross para equinos, e Mombaça para o gado.

Para cuidar de tudo isso, são necessários seis funcionários, já considerando o pessoal de escritório.

MANEJO E SANIDADE

Os animais se dividem entre os piquetes ao ar-livre e baias. A alimentação é feita com ração, suplementos e feno, nos locais específicos.

No caso da cria dos equinos, o processo é simples, através de estação de monta dos garanhões, que vai de julho a fevereiro.

No caso da sanidade, sempre no mês de março iniciam-se os tratamentos preventivos. Vermífugos a cada quatro meses, vacinas antirrábica, gripe e outras, uma vez ao ano. E de Pneumoabort nos meses finais de prenhez das éguas. "Temos uma excelente equipe de veterinários, tanto da parte reprodutiva, quanto de locomoção para os animais atletas, com baixíssimo índice de lesões", finaliza o criador. 

Assim, investindo na produção de bons animais, Ferreira vai cumprindo o seu objetivo principal: qualidade. A venda dos equinos também está disponível pela Internet no site oficial do haras.

Fotos: Divulgação

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design