AgroValor Publicidade
AgroValor

O ano de 2015 começa com boas perspectivas para o setor agrícola brasileiro na área de grãos, com projeção que aponta uma safra superior a 200 milhões de toneladas, com a colheita de verão neste janeiro. Hoje, praticamente todos os estados brasileiros produzem soja, do Rio Grande do Sul ao Amapá, sendo que em 16, esse negócio é relevante na formação do PIB (Produto Interno Bruto).

A produção dessa oleaginosa, que chegou ao país na década de 1970, deve chegar à casa das 100 milhões de toneladas. O Brasil é o maior produtor do mundo, e concorre somente com os Estados Unidos e a Argentina, países que não têm mais fronteiras nesse setor. Um produto que tem demanda no mundo inteiro, festejamos atualmente como a mais importante do nosso país.

O que ressaltamos é que, devido às pesquisas e ao trabalho de órgãos como a Embrapa, produzimos soja com a mesma eficiência em todas as regiões. O que vem ganhando destaque é a nossa produtividade, que está deixando os concorrentes cada vez mais atrás. Os Estados Unidos, por exemplo, se quiserem aumentar a produção desse grão, terão que diminuir áreas de milho, cevada e outros.

O Brasil ainda dispõe de extensa área a ser explorada, e a tendência, conforme os dados, é que o país colha 50 sacas de soja por hectare, com expansão de 4,4% em produtividade, comparado com a última safra. Carne e soja são as proteínas que mais crescem no mercado internacional para atender à crescente necessidade do consumidor em países de renda crescente da população.

Pesquisas mostram que, com a tendência de expansão da economia mundial e da renda per capita, o ciclo da cultura soja será o mais longo da história mundial, superando, inclusive, a era do café.

Vale lembrar também a nossa lucratividade, que deve ser muito mais eficiente, já que temos vantagens competitivas na produtividade, devido ao clima, solo e manejo. Para tanto, é necessário combater o desperdício fora das porteiras e o custo de transporte.

Essas também devem ser metas e planos de governo para o Brasil crescer ainda mais com aumento de renda da população, inclusive no meio rural, e qualidade de vida das famílias com a oferta de mais alimentos. A soja, hoje, para o mundo, é o ouro, o açúcar ou o café de sempre, mas o importante é que gere riqueza nacional, para que possamos também competir com mais eficiência e nos livrarmos da dependência externa.

Celma Prata
Diretora editora

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design