AgroValor Publicidade
Economia

Os setores de carne bovina e suína devem ter no mercado interno seus principais desafios neste ano. É em que acreditam os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Ritmo lento da economia brasileira e a possibilidade de oferta interna de produtos são pontos de atenção para cadeia produtiva, conforme a instituição.

No segmento de bovinos, só um ganho de produtividade deve trazer rentabilidade ao criador, afirmam os pesquisadores. A combinação entre menor poder de compra da população e a expectativa de maior oferta pode pressionar preços ao longo da cadeia produtiva.

“Caso os valores subam, o movimento deve ficar abaixo da inflação esperada para o ano, de 5,13%, de acordo com o Banco Central. Nesse contexto, a conta do produtor só fecha com aumento de produtividade”, diz o Cepea, em nota.

Nos suínos, o mercado internacional deve ser a tábua de salvação em 2017. O mercado interno, destino de 85% da produção nacional, mostra uma perspectiva desfavorável de consumo. E mesmo esperando custos menores, o setor não deve aumentar a produção de forma significativa, avaliam os pesquisadores.

“A postura é de cautela para que não ocorra “sobreoferta” de carne no mercado doméstico, que, por sua vez, não tem absorvido facilmente excedentes de produção, mesmo a preços menores”, informam os pesquisadores.

Fonte: Globo Rural Online
Foto: Divulgação

 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design