AgroValor Publicidade
Esportes

O público que preencheu as arquibancadas e prestigiou a Final Nacional do Crioulaço 2016 foi testemunha de uma apresentação genuína, dessa que é a modalidade com o maior número de adeptos na raça Crioula. A disputa, realizada entre os dias 16 e 17 de abril, exibiu um verdadeiro espetáculo de armadas. Uma das grandes novidades do ciclo, a nova localidade da decisão, agradou os participantes e agregou qualidade ao evento que reúne os melhores laçadores da temporada e entrega mais de R$ 60 mil em prêmios.

Realizada na pista do CTG Coxilha de Ronda, no município de Santiago, região central do Rio Grande do Sul, a final foi reconhecida e elogiada pelos próprios laçadores que enalteceram o potencial da estrutura de pista, arquibancadas, bretes e acampamentos somada ao gado de alta qualidade. O resultado foi o aumento de 7% no número de inscritos, em relação à decisão de 2015.

A disputa pelo prêmio mais alto da competição levou emoção à pista de Santiago e prendeu a atenção do público durante toda a tarde ensolarada do domingo. A temperatura acima dos 30 graus, favoreceu a presença de muita gente que aproveitou o clima para assistir à grande Final do Crioulaço. E quem foi não se arrependeu. Com os melhores laçadores do país disputando palmo a palmo o troféu e o prêmio em dinheiro, a técnica e a precisão das armadas foram um show a parte.

Com todos esses predicados, teve laçador que não mediu esforços para estar nessa grande final. Competiram conjuntos do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e até mesmo de São Paulo, onde a raça Crioula marcou presença nesse ciclo como apoiadora de um dos mais fortes circuitos da modalidade no país.

Vencedores do Circuito Paulista de Crioulaço, Everaldo Queiroz e João Guilherme Acosta que montaram respectivamente Carola do Barroso e Touro Passo Ondina II, viajaram 1,3 mil quilômetros para disputar a decisão. “Foi o lugar mais longe que já fomos para laçar. Ainda assim, os animais passaram bem, não sentiram nada. Se tivesse mais voltas para correr, aguentariam sem problemas”, disse Acosta. Queiroz ainda acrescentou: “Nunca tínhamos laçado um gado tão bom, lá temos dificuldade em conseguir gado aspado. E a pista também, não temos do que reclamar. Fomos muito bem recebidos, no ano que vem vamos voltar”, afirma.

Mas a vitória da categoria ficou, na verdade, nas mãos de André Machado (foto) e Rudaah dos Passos que depois de 50 armadas conquistaram o título mais cobiçado. A dupla ainda ficou no terceiro lugar com outros animais e ocuparam o pódio ao lado da dupla que ficou em segundo lugar, Arlan Soares e Cassiano Freitas.

Sobre a vitória Machado destacou a fase boa da dupla. “Estamos numa fase muito boa. Ganhamos o rodeio de Vacaria, o Internacional de Soledade, em Santa Catarina e no ano passado ganhamos um carro em Brasília, na Granja do Torto. Aqui fomos bem novamente e ainda contamos com pista e o gado de ótima qualidade”, comentou. Rudaah falou sobre os animais da dupla. “As minhas éguas, que são as que ficaram no terceiro lugar, são jovens e com pouco tempo de treinamento. Ainda podem melhorar. Já as éguas do André são mais maduras e acostumadas a correr prova”.

Os primeiros resultados já foram conhecidos na manhã de 16 de abril, com a composição do pódio das categorias veterano, guri e feminino. Entre os veteranos, o grande vencedor foi Hernani Almeida, 70 anos, que montou Fandango da Marca de Espora. Após a conquista em 2014 e um deslize na final de 2015, o veterano voltou a ocupar o lugar mais alto. “Foi uma conquista muito importante pois trabalhamos bastante para isso. Corremos em Esteio, viemos aqui e vamos continuar competindo no Crioulaço onde ele estiver”, disse Almeida, antes de voltar à pista ao lado do filho, na força B.

Já entre os jovens, o destaque ficou por conta da atuação de Carlos Eduardo Fortes, 10 anos, que ficou na primeira posição da categoria Guri montando Gata Linda Santa Cruz. Tímido, contou com o auxílio do pai Aleirson Jacques para descrever a emoção da conquista. “Ele já foi campeão do Estado aqui nessa pista e vencer a final do Cavalo Crioulo aqui é para nós é uma emoção inexplicável pois moramos próximo daqui e estamos laçando praticamente em casa”, comentou orgulhoso.

No feminino quem levou a melhor foi Bruna Martins, 14 anos, que teve o maior número de armadas válidas da categoria. A jovem, que montou o castrado Casona de Chepica Achorão, diz crer que o treinamento intenso foi o seu diferencial para a vitória. "Faz seis anos que treino laço e para essa prova me preparei bem. Estava confiante e deu tudo certo. Foi a primeira vez que lacei na final do cavalo Crioulo mas no ano que vem pretendo voltar para defender o título", afirma ela, que também quer voltar com mais um cavalo na próxima edição.

Já na manhã do domingo, foram premiados os melhores do Laço Criador e também os vencedores da categoria duplas na Força B. A grade expectativa agora é em relação aos premiados na Força A, cujos candidatos ao prêmio seguem os mesmos da primeira bateria. Todas as duplas concorrentes seguem na disputa que terá início às 14h do dia 17. A Final Nacional do Crioulaço tem a organização da ABCCC e o apoio do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Santiago.

Confira o resultado

Força A

1º Lugar
Rudaah dos Passos montando Herança da Don Ferrante e André Machado montando Garoa da Taimã

2º Lugar
Arlan Soares montando Profecia da Santa Izabel e Cassiano Freitas montando La Castellana Hernandes

3º Lugar
Rudaah dos Passos montando Jalapeña da Don Ferrante e André Machado montando Dom Alberto Korajuda

4º Lugar
Guilherme Danke montando Raposa do Guassupi e Marcos Ferrari montando Natividade Alma de Campo

5º Lugar
Jacir Jovasque montando Relincho do Capão dos Anjos e Alfredo do Carmo montando Q’Demônio da Santa Ursula

Força B

1º Lugar
Mateus Martins montando La Castellana Harmônico e Cristiano Lizott montando Norteña da Fama

2º Lugar
Marcelo Rodrigues montando Baiana da Picada e Otaviano Souza montando Dois Esses Mirna

3º Lugar
Maurício Ristow montando Vulcão da Agropecuária da Barra e Tita Ramos montando Jatobá da Santa Ondina

4º Lugar
Cristiano Mello montando Janaina da Fama e Mateus Martins montando Maniador do Boeiro

5º Lugar
Maurício Ristow montando Osso Duro da Agropecuária da Barra e Tita Ramos montando Safada do Guaracapá

Laço Criador

1º Lugar
Evandro Boneti montando ST Coruja

2º Lugar
Telmo Peixoto montando Escarapela Tarumã

3º Lugar
Joceli Pimenta da Silva montando Linda Prenda da Marca Fogo

4º Lugar
Leonardo Kruel Borges montando KB Canastra

Laço Veterano

1º Lugar
Hernani Almeida montando Fandango da Marca de Espora

Laço Guri

1º Lugar
Carlos Eduardo Fortes montando Gata Linda Santa Cruz

2º Lugar
Martin Borges montando RJ Alvoroço

3º Lugar
Maurício Lopes Ribeiro montando Clarin do Garrucho

Laço Feminino

1º Lugar
Bruna Martins montando Casona de Chepica Achorão

2º Lugar
Julia Cabezudo montando Espada do Bacudo


Fotos: Everton Souza Marita/ABCCC/Divulgação

 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design