AgroValor Publicidade
Esportes

Por Naiara Araújo

Conheça as três modalidades do esporte, com provas individuais ou com equipes formadas por quatro atletas
O hipismo apareceu pela primeira vez como esporte olímpico nos Jogos de 1900, em Paris, com as provas de salto. Somente nas Olimpíadas de 1912, em Estocolmo, a modalidade voltou ao evento e desde então faz parte de todas as edições. Os Jogos Olímpicos de 2016, que acontecerão no Rio de Janeiro em agosto, terá as provas equestres. Saiba quais são as modalidades e entenda as regras do esporte para acompanhar as competições durante as Olimpíadas.

1 – Conheça as modalidades olímpicas do hipismo:
Salto – O cavaleiro e o cavalo, também chamados de conjunto, precisam ultrapassar os obstáculos que estão espalhados pela pista. O percurso tem entre 8 a 12 obstáculos, com diferentes graus de dificuldade. Nos Jogos Olímpicos, os obstáculos chegam a ter 1,60 metro de altura. Vence o cavaleiro que completar o percusso com o menor número de faltas, como derrubar os obstáculos.

Há dois tipos de prova nessa modalidade: individual e em grupo. A prova individual terá três eliminatórias para selecionar os 20 melhores cavaleiros, que vão disputar as medalhas em duas rodadas finais. A prova em grupo terá equipes com quatro cavaleiros cada. As oito melhores equipes vão para a disputa final.

Adestramento ou Dressage – Na prova de adestramento, também conhecida como Dressage, o cavaleiro precisa comandar o cavalo para que ele faça diversos movimentos, como trotes e galopes. O curioso é que o cavaleiro não pode falar com o animal durante a apresentação. Os movimentos são chamados de “figuras” e apresentam diferentes graus de dificuldade. O objetivo é que essas “figuras” sejam executadas com a maior perfeição possível, seguindo uma sequência de movimentos determinada pela competição. O adestramento é popularmente conhecido como o “balé do hipismo”. Serão avaliadas disciplina, prontidão e elegância, exigindo perfeita sintonia do conjunto. O cavalo deve dar a impressão de que realiza os movimentos por sua própria vontade. A qualidade da apresentação é constatada pela regularidade das andaduras, leveza e facilidade dos movimentos.

Concurso Completo de Equitação (CCE) – Aqui o desafio é completar três provas de equitação – adestramento, cross country e saltos – com o menor número de faltas possível. Os primeiros são equivalentes às provas anteriores. O diferencial é a prova “cross country”, quando o conjunto formado por cavaleiro e cavalo precisa vencer obstáculos que representam elementos da natureza e do campo, como cercas, subidas e descidas. Há provas individuais e em equipe. Essa modalidade é a mais exigente do hipismo, considerada como o “triatlo equestre”. Segundo informações do Ministério do Esporte, essa prova é disputada em três dias, com um tipo de prova por dia. Essa modalidade estreou nos jogos olímpicos em Estocolmo, em 1912.

2 – Saiba como os cavaleiros são escolhidos:
Cada prova vai ter uma equipe brasileira formada por quatro cavaleiros e um reserva. De acordo com a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), a data limite para as inscrições terminam no dia 18 de julho, por isso ainda não temos equipes definidas. Os atletas são escolhidos pelo conselho da CBH, formado por presidente e diretores, que avaliam as performances do conjunto (cavaleiro e cavalo) em provas importantes que acontecem durante o ano. As mais importantes são as mais próximas da data do evento, já que o desempenho do cavalo precisa ser avaliado em curto prazo.

3 – Fique por dentro do vocabulário desse esporte:
O site oficial dos Jogos Olímpicos 2016 disponibilizou um glossário do hipismo. Confira a seguir algumas palavras que podem ajudar na hora de entender as provas.

Forfalt: desistência de um atleta.
Muro: obstáculo geralmente feito de madeira.
Paralela: obstáculo com duas barras paralelas na mesma altura.
Oxer: obstáculo com duas varas paralelas, sendo uma mais alta que a outra.
Paddock: próximo atleta a competir.
Refugo: desistência do cavalo na hora de saltar.

UOL
Foto: Divulgação

 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design