AgroValor Publicidade
Haras de valor

por Wescley Gomes*

A comunidade crioulista voltada ao enduro equestre deu a primeira largada para seu ciclo de provas de 2015. Através da parceria entre a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) e a Associação Gaúcha do Cavalo Árabe (AGCA), a 1ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro Equestre de Cavalo Crioulo e do Campeonato Gaúcho Equestre Interraças, realizado na propriedade Recanto Borghetti, em Barra do Ribeiro (RS), nos dias 28 e 29 de novembro último, mostraram que as próximas competições serão marcadas por disputas acirradas e muita adrenalina.

De acordo com o coordenador da Subcomissão de Resistência da ABCCC, Alexandre Selistre, a estimativa é de que esta seja a primeira das cinco provas de Enduro que irão definir os campeões de 2015, ano que contará ainda com a renomada disputa da Federação Internacional de Criadores de Cavalos Crioulos (FICCC), no mês de março, em Buenos Aires, Argentina.

“Na primeira etapa de cinco provas deste ciclo 2015 nossos animais tiveram excelentes desempenhos. Tivemos 24 conjuntos entre concorrentes da raça Crioulo, Mangalarga e Árabe. Dentre essas raças, a Crioulo se destacou em sua performance durante o trajeto da prova. Começamos muito bem. A escolha dos competidores para a FICCC será super acirrada”, revelou Selistre.

Outro aspecto apontado como destaque pelo coordenador para esta edição é a união de duas importantes modalidades, pois, segundo ele, apresenta um importante avanço rumo ao desenvolvimento da raça.

“Quando assumimos a Comissão de Resistência unindo Marcha e Enduro foi para fazer com que ambas crescessem em volume e repercussão”, enfatiza Selistre, ao defendê-las como fundamentais para demonstrar os diferenciais do Crioulo e ajudar a expandir a raça. “O Enduro é uma das provas que conseguimos levar o cavalo Crioulo para fora do Brasil e ampliar o seu mercado. Isso é uma maneira de popularizar esse animal por intermédio de sua associação, que tem desenvolvido um trabalho sério para que a visibilidade da raça se propague no país”, afirmou o coordenador.

Na primeira oportunidade em pontuar no ranking e abrir a dianteira logo na prova inicial, os 24 conjuntos de competidores não pensaram duas vezes e deram o seu melhor para alcançar o lugar mais alto no pódio.

Com a temperatura na faixa dos 34ºC, eles tiveram que administrar o calor intenso para atingir o objetivo. No resultado final da primeira etapa, Alberto Patron Araújo, montando Fumarada Del Caminho, da Cabanha La Caminera, de Aceguá (RS), levou a melhor na categoria 80 km. Já na categoria 50 km, quem se destacou foi Rogério Nunes de Oliveira, montando Infinito do Rincão da Querência, do Sitio Querência, também de Aceguá (RS).

*Estagiário AgroValor

Foto: Fagner Almeida/ABCCC

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design