AgroValor Publicidade
Haras de valor

Por Angelo Tomasini

Em 2011, com apenas 13 anos, a garotinha Keila Suelen Aparecida de Mendonça, conquistou um título que não é dos mais fáceis. Tornou-se a amazona mais pontuada de toda a temporada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM).

Até aí tudo bem. O que ela não contaria é que nos três anos seguintes manteria o feito. De 2012 a 2014 se manteve no pódio como a amazona mais pontuada. Nesse meio tempo, deixou de ser uma garotinha e passou a ser uma “jovem realidade”. Este ano sagrou-se vice-campeã do campeonato nacional da Associação Nacional de Três Tambores (ANTT), com vitória em Americana (SP), Santa Isabel (SP) e o segundo lugar no Horse Week 2015.

Sobre as conquistas, ela destaca: “O mais importante pra mim foi conseguir ser quatro vezes consecutivas a melhor amazonas do ano, porque não é fácil competir contra essas grandes meninas e se destacar como a melhor”.

Já sobre o campeonato da ANTT, que ainda não figura no seu currículo, é uma promessa: “Pretendo conquistar o campeonato ANTT porque sempre foi um sonho e este ano cheguei muito perto”.

Família
Todas essas conquistas não vieram à toa. Keila tem contato com cavalos praticamente desde que nasceu, em São José dos Campos, interior de São Paulo. O pai, Rogério, praticou Tie Dow Roping (laço de bezerro) por muitos anos e depois três tambores.

Sendo assim, não é de estranhar que ela seguisse o mesmo destino. “Comecei desde que nasci, pois meu pai sempre teve cavalos, mas comecei a competir com quatro anos”, afirma a atleta que também escolheu a modalidade por influência dessa convivência: “Meu pai já fazia antes, aí comecei a gostar também”. 

A tradição do esporte equestre é tão forte no universo dela, que a irmã de 15 anos e o namorado, Alan Cristiano, de 20 anos, também atuam na modalidade. A mãe, Helena, que não atua nas pistas, também não fica longe. Está sempre apoiando e torcendo pela família.

No mês de dezembro do ano passado, o pai de Keila arrendou um haras em Pindamonhangaba, também no interior de São Paulo. Por conta disso, toda a família mudou para o local. O motivo da mudança, a estudante confidencia que foi também por melhores oportunidades no esporte.

Animais
Apesar de todo o envolvimento, chegar ao pódio não foi fácil. Segundo Keila, a maior dificuldade foi encontrar bons animais para competir. O primeiro animal foi uma égua chamada Azaleia, da raça Quarto de Milha. “Hoje tenho vários animais, todos de grande valor sentimental, mas o principal é a minha égua Play Ruler, também Quarto de Milha”, afirma ela, que tem competido com a égua Quarto de Milha, Victoria Skippy San.

Perguntada se tem intenção de tornar-se uma criadora no futuro, a resposta é clara: “Não, não crio e nem tenho intenção”.

A cumplicidade com o animal é fundamental no esporte, mas mesmo assim ela não escapa dos tombos. “Já levei vários com o cavalo caindo comigo e me machuquei. Eu mesma nunca caí, somente quando os cavalos caem antes”.  

Além do esporte
Com os prêmios conquistados, Keila já tem uma renda e diz viver do esporte, afinal, para uma campeã “é uma renda até favorável”, como faz questão de frisar. Desistir, nem pensar, pretende seguir em frente e fazer história na modalidade.

Fora dos treinos e das arenas dos rodeios, a atleta vive uma vida de jovem mulher “normal”. Gosta de ir ao shopping e aproveitar o tempo em casa. Depois dos treinos pela manhã e à tarde, cuida dos estudos e da beleza, claro. “Vou ao salão todo mês, gosto de estar sempre bem vestida e comprar roupas novas”, revela a moça que está sempre elegante nas competições.

Quanto ao namorado, a sintonia é grande. “Ele também é desse meio e tem uma história parecida com a minha”, derrete-se.

E assim, entre um prêmio e outro, vai construindo a sua história de sucesso nos três tambores.

_________________________________

QUEM É
Keila Suelen Aparecida de Mendonça, 17 anos, natural de São José dos Campos, SP, estudante e atleta.

O QUE FEZ
Vice-campeã Nacional de Três Tambores (2005 – ANTT) e conquistou o título de amazona mais pontuada pela ABQM (2011 a 2014).

O QUE FAZ
Estuda e compete na modalidade três tambores

 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design