AgroValor Publicidade
Haras de valor

Por Wescley Gomes

Dócil, forte e veloz, o Quarto de Milha é o cavalo ideal para várias competições equestres, graças ao treinamento que recebem desde o nascimento. Os primeiros meses de vida dos potros são preenchidos com o desenvolvimento de habilidades de sobrevivência e hábitos sociais. Durante as primeiras horas de vida, em particular, eles aprendem a se levantar, andar e a mamar. Os próximos passos eles aprenderão a pastar e a se exercitar. Existe, portanto, todo um processo até serem inseridos no universo competitivo e se tornarem grandes atletas.

Para que um Quarto de Milha (QM) esteja apto a competir com 3 anos de idade, faz-se necessário escolher desde cedo qual será a sua especialidade. O tipo de competição a que irá participar vai depender das habilidades que foram desenvolvidas ao longo da formação e estrutura do animal.

De acordo com o presidente do Núcleo do Oeste Baiano de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (NOBQM), Peres Barreto, o treinamento para competição é a fase em que o cavalo QM começa a ser estimulado em uma modalidade específica, e pode levar em torno de um ano, dependendo da modalidade. Os mais jovens normalmente percorrem distâncias mais curtas como, por exemplo, os jóqueis que são pequenos, leves e muito competitivos.

“A raça QM, é uma raça de animais inteligentes, sua performance começa desde cedo, para isso o criador deve estimular para despertar suas habilidades, ter em mente qual tipo de modalidade deseja desenvolver no seu animal”, afirma Barreto, exaltando, em seguida, a capacidade de adaptação da raça durante toda a vida. “O QM se acostuma ao ritmo de provas, fase que só termina quando ele se aposenta”, completa o presidente.

São diversos os indícios que apontam a hora de “pendurar” as ferraduras, como o baixo desempenho, demora para aquecer, mudanças de atitude, entre outros. Apesar da polêmica em torno da idade certa de aposentadoria do animal, Barreto pondera que não existe um parâmetro único para isso. Entretanto, segundo ele, “se um cavalo se aposenta cedo demais ele pode se acabar rapidamente, principalmente, se ele gostava de ser montado e era muito apegado às pessoas”, adverte, e ressalta que, mesmo aposentados, os animais podem ser usados ainda para muitas finalidades.

Há vários relatos sobre o destino de cavalos idosos em outros países, não importa a raça, como a sua utilização no tratamento de crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Um cavalo pode viver até 30 anos de idade.

 

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design