AgroValor Publicidade
Haras de valor

por Rafaele Esmeraldo

O Museu Nacional do Cavalo Mangalarga Marchador foi criado em novembro de 2012, em Cruzília (MG), numa parceria da Fundação Barão de Alfenas com a Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM). O intuito era preservar e divulgar a história da raça reconhecida recentemente como genuinamente brasileira e desenvolvida há dois séculos na região ao sul de Minas Gerais.

A antiga aspiração dos criadores da região para repassar a história da raça MM, desde a sua origem, desenvolvimento e disseminação por todo o Brasil, recebe o apoio do presidente da Fundação Barão de Alfenas, Marcelo Junqueira Ribeiro, que atribui às várias aptidões da raça o seu crescimento além-fronteiras: “O cavalo Mangalarga Marchador é um produto genuíno da região de Minas Gerais e, diante de suas qualidades, ganhou o país e o mundo”. Atualmente, a raça está também na Europa e Estados Unidos.

O local é frequentado por estudantes e população em geral, além de turistas e locais, em especial criadores e admiradores oriundos de todas as regiões do Brasil. O museu conta com centrais multimídias, desenvolve projetos culturais ligados à ABCCMM e projetos educacionais para as escolas de Cruzília e de outras cidades da região mineira. Um exemplo é o Museu-Território, com roteiros pelas fazendas representativas dos criatórios-pilares da raça.

Uma assídua frequentadora desde a sua inauguração é a aposentada Nadege Meirelles. “Além de ser vizinha do museu e ter laços afetivos com a casa, acho o lugar muito bonito e com uma história que tem bastante a ver com minhas origens”, relata Nadege. Para ela, o museu é motivo de orgulho para sua cidade e região, assim como para todos que estão ligados à criação do Mangalarga Marchador. A admiradora considera que o local foi muito bem estruturado, que consegue transmitir de forma simples e agradável o surgimento e o desenvolvimento da raça.

O belo casarão colonial bicentenário era denominado “Casa da Bela Cruz”, propriedade à época de Prudente dos Reis Meirelles, da Fazenda Bela Cruz, um dos primeiros criadores da raça. O prédio é composto por vários ambientes que apresentam ao visitante a origem e história da raça: uma sala dedicada ao Barão de Alfenas (Gabriel Francisco Junqueira, iniciador da criação, seleção e desenvolvimento da raça Mangalarga); outra à atividade da caça ao veado e à lida com o gado, fatores fundamentais no desenvolvimento da raça e do seu andamento ímpar; mais uma ao padrão racial e criatórios-pilares; e, finalmente, à organização e desenvolvimento da ABCCMM.

SERVIÇO
Museu Nacional do Cavalo
Mangalarga Marchador
Praça Monsenhor João Câncio,
nº 192 - Cruzília (MG )
Tel: (35) 3346 2488
www.museumm.org.br

Foto: Arquivo

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design