AgroValor Publicidade
Haras de valor

por Rafaele Esmeraldo

Para quem ainda não conhece, o ranch sorting é uma modalidade esportiva equestre originária dos Estados Unidos e trazida para Avaré (SP), em 2008. O esporte, que usa cavalos Quarto de Milha, tenta reproduzir nas pistas – a partir de competições que são verdadeiros espetáculos – o trabalho de apartação do gado realizado pelos vaqueiros nos currais das fazendas e ranchos.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), Marcelo Ferreira, em todos os eventos oficiais da entidade são realizadas provas de ranch sorting. “Além de ser mais uma modalidade em que o cavalo Quarto de Milha tem uma excelente aptidão, permite que a família participe ativamente, pois podem competir pais e filhos, além de irmãos e amigos”, afirma Ferreira.

O dirigente da associação quartista explica as regras que regem o esporte agregador de famílias. “Em todas as modalidades de competição realizadas e promovidas pela ABQM, sejam elas julgadas por notas ou contra o cronômetro, como é o caso do ranch sorting, existe um regulamento específico da competição e do bem-estar animal, que visa resguardar a integridade física de competidores e de seus animais. A ABQM permite apenas as competições que sigam este regulamento”, relata o presidente da ABQM.

O diretor de esportes da entidade, Francisco Garcia, esclarece que a competição é realizada em equipes de dois cavaleiros (dupla), que transferem todo o gado, na sequência numérica anunciada pelo locutor, de um lado para o outro do curral, deixando para trás os dois animais sem numeração, no menor tempo possível. “São colocados dentro de um curral (mangueira) em forma de ‘oito’, com uma passagem no meio, que interliga as duas extremidades e simula uma porteira. O total são doze animais com numeração nas costas, de 0 a 9, e dois ficam sem numeração”, diz o diretor.

Um grande admirador e praticante do ranch sorting é o diretor da indústria cearense Dourado Rações, Alexandre Dourado, que pratica o esporte há dois anos com toda a família. “É uma modalidade em que se trabalha com o boi, e a principal coisa que me chamou atenção é pelo esporte ser ‘família’. Pratico no Haras Dourado (Eusébio/CE), onde temos uma pista dessa modalidade. Também no Parque Padre Cícero e Fazenda Retalho, ambos em Aquiraz (CE), e na Fazenda Forquilha (Horizonte/CE)”, diz Dourado. Ele faz questão de enfatizar os cuidados que tem com os cavalos, “eles não podem ser cortados de espora ou chicoteados, pois se acontecer isso o cavaleiro é desclassificado. Tratamos os cavalos da melhor forma possível, sem violência e com muito carinho”.

Foto : Gerson Verga/arquivo ABQM

comments powered by Disqus
 
INSTAGRAM
Rua Pinho Pessoa, 755, Fortaleza/CE
CEP 60.135-170
Central de Relacionamento
AgroValor (85) 3270.7650
Copyright © 2006-2014
WSete Design